águas passadas movem moinhos

recolher meus cacos “literários” por aí. como quem não pode com a ideia dos móveis antigos da avó indo embora tão facilmente, me deixa reter alguma coisa deste mundo, neste mundo: “Dai pois a César o que é de César”. como quem já sabe de longa data que a joia de família é a bijuteria de pieguice impossível, que mais fala ao coração.